Jovem Aprendiz SENAI – Todos os dias são inúmeras as notícias sobre o aumento do desemprego, especialmente entre os jovens. Segundo estimativas, existem milhares de vagas abertas e milhões de pessoas sem emprego, procurando uma colocação.

Publicidade

Mas por que essa conta não fecha? Os recrutadores, a princípio, são unânimes em dizer que a falta de qualificação profissional é um dos maiores impeditivos à contratação.

Assim sendo, na busca por uma dessas vagas, já pensou em estudar em uma instituição que é referência na indústria mundial sem pagar nada pelo curso profissionalizante? Ou, o melhor, praticar a teoria trabalhando na área em que está se formando?

Publicidade

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI é uma instituição privada sem fins lucrativos criada em 1942 pelo então presidente Getúlio Vargas.

Atua em mais de 1300 municípios, 9 países, bem como, já formou mais de 71 milhões de pessoas. Não faz parte da administração pública, porém é uma organização de interesse público, que busca promover a profissionalização dos brasileiros através de cursos livres, técnicos, graduações e pós-graduações.

Com efeito, já foi considerada a melhor educação profissional do mundo, ao conquistar 27 medalhas e 18 certificados de excelência em uma única competição de ocupações técnicas com mais de 60 países, a WorldSkills. Jovem Aprendiz Senai Segundo pesquisas divulgadas pela instituição, cerca de 70% dos alunos dos cursos técnicos estão empregados na área após um ano de formados e o salário aumenta aproximadamente 20%.

Certamente você já ouviu falar do SENAI, mas talvez não conheça em detalhes uma das ações sociais e inclusivas mais importantes que é oferecida pela instituição: o Programa Jovem Aprendiz SENAI, onde o foco é preparar os jovens gratuitamente para vagas na indústria.

Vem conhecer mais detalhes sobre esse programa, saiba como fazer sua inscrição e quais são os benefícios do Programa de Aprendizagem do SENAI.

O que é o Programa Jovem Aprendiz SENAI?

A Lei nº 10.097 de dezembro de 2000, conhecida como Lei da Aprendizagem, e a Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT dão as bases e diretrizes dos direitos e deveres dos jovens aprendizes.

Baseado nessas leis, o SENAI criou seu programa de aprendizagem industrial, que oferece capacitação profissional aos jovens em busca do primeiro emprego com carteira assinada, aliando aulas teóricas na formação em alguma área específica industrial e prática em empresas ligadas à instituição.

O programa iniciou em 2005 e já formou mais de 73 mil aprendizes. Enfim, o objetivo do programa é trabalhar duas vertentes simultaneamente:

  • Especializar o jovem através da educação teórica, que é o curso oferecido pelo SENAI;
  • Proporcionar conhecimentos práticos, através do trabalho prático em empresas parceiras.

Desta forma, através do Programa de Aprendizagem, o jovem adquire os conhecimentos e a experiência que o mercado exige.

Os resultados são tão positivos, que como resultado, boa parte dos estudantes são absorvidos pelas empresas como funcionários efetivos ao término do contrato de aprendiz.

Veja também, Vagas no Jovem Aprendiz SENAC!

Jovem aprendiz SENAI – Como Funciona?

No SENAI você fará sua matrícula e cursará gratuitamente um dos cursos disponíveis. Normalmente as aulas acontecem em um dia específico da semana.

Porquanto, nos demais dias, você trabalhará em uma das empresas parceiras visando adquirir experiência e vivenciar o dia a dia da profissão no mercado de trabalho.

Com o contrato de trabalho, contudo, serão garantidos vários benefícios do trabalhador com carteira assinada, no entanto, esse contrato terá cláusulas diferenciadas visando atender especificamente às necessidades e Leis de proteção ao aprendiz.

Quem pode participar – SENAI Jovem Aprendiz?

Para participar do Programa de Aprendizagem do SENAI, todavia, você deve atender alguns requisitos:

  • Ter entre 14 e 24 anos de idade;
  • Estar matriculado em alguma instituição de ensino, caso não tenha concluído o ensino médio;
  • Frequentar a escola onde tem matrícula ativa;
  • Estar inscrito em algum curso ou programa de aprendizagem industrial na instituição;
  • Nunca ter trabalhado com carteira de trabalho assinada.

Atenção: não há idade máxima para participar caso a pessoa tenha algum tipo de deficiência comprovada, como também, não há exigência de escolaridade em caso de deficiência intelectual.

Como fazer a inscrição no Jovem Aprendiz SENAI

Buscando participar do processo seletivo você precisa:

  1. Acessar o site do SENAI;
  2. Clicar em “Banco de Talentos” no canto inferior da página;
  3. Entrar na opção “deixe deu currículo conosco” e cadastre seu currículo.

Jovem Aprendiz Senai

Depois que concluir sua inscrição, é só acompanhar o resultado do processo seletivo. Se aprovado, você fará a matrícula no SENAI e assinará o contrato como aprendiz na empresa indicada.

Importante lembrar: esteja com os documentos em ordem (carteira de trabalho, RG, CPF, entre outros). Todavia, se você for menor de idade, um responsável legal deverá te acompanhar para assinar a documentação e formalizar sua contratação.

Benefícios e Salários

São garantidos ao jovem aprendiz:

  • Salário mínimo ou superior (o dia de aprendizagem teórica, o descanso semanal remunerado e os feriados não geram descontos);
  • Todos os benefícios oferecidos aos profissionais com carteira assinada, como férias, 13º salário, depósito de FGTS (reduzido a 2%) e vale transporte;
  • Outros benefícios que a empresa queira conceder.

Além disso, o jovem deve ser completamente remunerado em caso de dispensa sem aviso prévio. Essas são apenas estimativas baseadas nas Leis.

Cada instituição parceira oferecerá sua política de remuneração e benefícios ao contratar seus aprendizes. Deste modo, esses valores podem ser maiores dependendo da área de atuação da empresa e acordos coletivos.

Vagas Disponíveis

A lista de cursos varia entre os estados e cidades, mas normalmente inclui:

  • Alimentos e bebidas;
  • Assistente Administrativo;
  • Auxiliar de laboratórios físico-químicos;
  • Auxiliar de operações;
  • Construção;
  • Cursos da área automotiva;
  • Eletricista industrial;
  • Eletroeletrônica;
  • Gráfica e Editorial;
  • Logística;
  • Operador de processos industriais;
  • Tecnologia da informação;
  • Têxtil;
  • Vestuário;
  • E muitos outros.

Para saber quais estão disponíveis para sua região, consulte o site do SENAI.

Perguntas Frequentes

1. Quais empresas contratam Jovem Aprendiz pelo SENAI?

Todas as empresas, dependendo da quantidade de empregados, são obrigadas a contratar aprendizes para conceder conhecimentos práticos àqueles que estão dando os primeiros passos no mercado de trabalho.

Qualquer empresa pode ser parceira do SENAI e contratar jovens para a aprendizagem prática:

  • Empresas cadastradas no SIMPLES Nacional;
  • Empresas de Pequeno Porte;
  • Empresas sem fins lucrativos;
  • Microempresas.

Para isso, deve estar com a documentação em ordem e procurar o SENAI para formalizar o interesse.

2. Qual a cota de aprendizes a serem contratados?

A cota depende da quantidade de empregados da empresa, variando entre 5 e 15% do total de empregados.

3. Qual deve ser o salário do aprendiz?

A Lei do Aprendiz garante no artigo 428 o salário mínimo por hora (ou seja, salário mínimo mensal), salvo condição mais favorável.

4. O contrato de aprendizagem pode ser prorrogado?

O contrato tem duração de até 02 anos, não podendo ser prorrogado.

Se a empresa achar conveniente, pode contratar o jovem como empregado (contrato por tempo indeterminado) quando concluir esse período de aprendizagem.

5. Quais descontos podem ser feitos no salário do aprendiz?

Os únicos descontos permitidos no salário do aprendiz são por faltas injustificadas (tanto às atividades do SENAI como da empresa) ou adiantamentos.

6. Quem fica responsável por acompanhar o aprendiz no exercício das suas atividades práticas?

A empresa designa um profissional para acompanhar o aprendiz, para desenvolvê-lo e orientá-lo a exercer plenamente as atividades dentro da sua área de formação.

7. Qual é a jornada de trabalho permitida para o aprendiz?

O limite de horas de trabalho depende da situação escolar do aprendiz:

  • Se não concluiu o ensino fundamental, máximo de 6 horas por dia (soma de teoria e prática);
  • Se concluiu o ensino fundamental, máximo de 8 horas por dia (soma de teoria e prática).

Quanto ao trabalho, sobretudo, as leis proíbem menores de 18 anos de atuarem em locais perigosos e insalubres (que oferecem risco à saúde).

A saber, é proibido, também, trabalharem em horário noturno, que é compreendido entre as 10h da noite de um dia e as 5h da manhã do dia seguinte.

Além disso, são vedadas a prorrogação e a compensação da jornada.

8. O aprendiz tem direito às férias?

Tem sim! Aliás, se o aprendiz tiver menos de 18 anos, as férias devem coincidir com o período de recesso escolar.

Essa chance está aguardando por você! Faça sua inscrição para Jovem Aprendiz SENAI e inclua no seu currículo uma experiência que vai fazer toda a diferença na sua carreira.

Inscrições Abertas – Jovem Aprendiz SENAI
4.2 (84.14%) 87 vote[s]

Publicidade