Primeiro Emprego Jovem Aprendiz
4.75 (95%) 4 votes

Jovem Aprendiz é um programa de nível nacional, fundamentado na lei 10.097/2000, o qual visa incluir os jovens que estejam em busca do primeiro emprego, no mercado de trabalho. A lei que regulamenta o programa Jovem Aprendiz, lei do aprendiz 10.097/2000, a qual sofreu algumas alterações em 2005, busca favorecer, em certos aspectos, a procura pelo primeiro emprego jovem aprendiz por esse que está em idade escolar.

Jovem Aprendiz sempre qualificando o jovem

A lei do Jovem Aprendiz não tem a intenção de proteger o jovem que procura o primeiro emprego, mas sim, preocupa-se, em certos aspectos, como a sua inserção no mercado de trabalho além de projetar o futuro profissional desse jovem, já que atrela o primeiro emprego Jovem Aprendiz a uma qualificação técnico-profissional. Essa qualificação técnico-profissional deve obrigatoriamente ser prestada pelos Serviços Nacionais de Aprendizagem, ou, em caso de não haver vagas ou cursos suficientes nos Serviços Nacionais de Aprendizagem, visando o programa Jovem Aprendiz, essa qualificação técnico-profissional  poderá ser prestada por outras entidades, como, por exemplo, as Escolas Técnicas de Educação ou outra entidade de assistência ao adolescente ou jovem, sem fins lucrativos.

Veja aqui as melhores empresas participantes do Jovem Aprendiz!

[frontpage_news widget=”821″ name=”Empresas relacionadas:”]

Num mercado de trabalho cada vez mais concorrido, torna-se praticamente impossível falar em primeiro emprego sem estar qualificado. É com isso em mente que o programa Jovem Aprendiz vem a trazer essa capacitação técnico-profissional para o jovem.



As garantias ao Jovem Aprendiz

Além disso, o programa Jovem Aprendiz possibilita o acesso ao primeiro emprego jovem aprendiz com algumas outras garantias, como, por exemplo, a carga horária que não poderá exceder seis horas diárias de trabalho. Também a remuneração mínima a que o Jovem Aprendiz no primeiro emprego tem direito está garantida ao participante do programa. Ela deve ser igual ao salário mínimo-hora praticado nacionalmente, ou, em caso de haver uma remuneração mais vantajosa ao Jovem Aprendiz no primeiro emprego, ele deverá ter acesso a ela.

Nós temos uma matéria específica para esclarecer quanto ganha um Jovem Aprendiz, veja aqui: https://jovemaprendizbr.com.br/jovem-aprendiz-salario-quanto-ganha/

Outra preocupação que a lei tem com o participante do programa Jovem Aprendiz é que haja vagas para o primeiro emprego. Nesse caso, a lei estipula que as empresas, grandes e médias, devem ter de 5 a 15% de seus colaboradores cadastrados no programa Jovem Aprendiz. Ou seja, no mínimo, esse percentual deve ser dado de oportunidades aos jovens que estão em busca de seu primeiro emprego.

A realidade do primeiro emprego – Jovem Aprendiz

Isso reflete diretamente na realidade do Jovem Aprendiz que busca seu primeiro emprego. Diariamente milhares de vagas de emprego são colocadas à disposição de quem procura seu primeiro emprego, seja para iniciar uma carreira com o Jovem Aprendiz, seja para auxiliar em casa, seja para simplesmente acumular experiência visando algo maior. A preocupação com o Jovem Aprendiz tem fundamento. Estes dados do IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, mostram que apenas metade dos jovens de 16 a 24 anos, que está a procura do primeiro emprego está empregada. Esses números mostram que o número de jovens buscando seu primeiro emprego está abaixo da média registrada na América Latina. Em geral, o que falta para esses jovens é a qualificação.

A qualificação é tudo para um Jovem ou Menor Aprendiz

É nesse sentido que o programa Jovem Aprendiz vem a auxiliar quem busca seu primeiro emprego. A qualificação é primordial em uma economia globalizada como a que vivemos. O objetivo principal do programa Jovem Aprendiz é a incorporação de conhecimentos teóricos, técnicos e práticos para o bom desempenho da função, conhecimentos esses adquiridos no ambiente empresa-escola. Tendo em mente que a busca pelo primeiro emprego não é mais apenas uma questão de empenho ou de sorte é que o programa Jovem Aprendiz tem essa preocupação em oferecer uma qualificação técnico-profissional de qualidade e voltada para o cotidiano da função a ser exercida na empresa.

A sua empresa também ganha contratando os Jovens Aprendizes!

primeiro emprego jovem aprendizConforme descrito na Lei do Aprendiz, a empresa também tem muito a ganhar oportunizando ao jovem aprendiz seu primeiro emprego, já que tem a possibilidade de molda-lo à sua filosofia de trabalho, tornando-o fiel às suas práticas de trabalho e, possivelmente, mantê-lo no seu quadro de colaboradores efetivamente. Até mesmo porque o jovem aprendiz que esteja à procura de seu primeiro emprego certamente não parará por aí. Após colocar-se profissionalmente, buscará manter a sua colocação e crescer profissional e pessoalmente, utilizando como trampolim o programa Jovem Aprendiz.

Pin It on Pinterest

Shares